Coronavírus em Maragogi: quando os primeiros casos se confirmam, o município se prepara para reabrir o comércio, hotéis e pousadas

Determinação começa a vigorar em 1º de maio



O Boletim Epidemiológico da Secretaria do Estado da Saúde dessa terça-feira (28) confirma dois casos a mais do novo coronavírus em Maragogi, enquanto uma nota do município aponta para mais três. Na segunda-feira (27), eram três casos. Hoje, são seis, pelo comunicado da prefeitura. Falou-se, no final do dia, já em sete. Sem contabilizar o primeiro caso, de um PM que trabalha no município e mora em Pernambuco, e o segundo, de um idoso que morava no povoado de Peroba, situado em Maragogi, que veio a óbito. Todos se sucederam em cerca de 15 dias.

Em Maragogi, como em outras tantas cidades, as filas na agência da Caixa Econômica e Casa Lotérica são intermináveis. Pessoas se aglomeram sem a distância mínima recomendada pela OMS. Umas usam máscara, outras, não. O comércio do município, antes da pandemia realmente começar, havia sido fechado por decreto, bem como bares, restaurantes, pousadas, hotéis.

Incompreensivelmente, agora, justamente com o início do pico no país, e com a presença viral, a ameaça real em nosso município, Maragogi se prepara para reabrir o comércio, juntamente com os restaurantes, pousadas e hotéis. A determinação foi publicada no Diário Oficial dos Municípios (DOM), através do decreto número 016/2020, assinado pelo gestor municipail, e vigora a partir do dia 1º de maio.

O comércio já tinha voltado a funcionar, antes sequer do anúncio do decreto (uma prova de que não se cumpre determinações por aqui). Mas os empreendimentos turísticos…? As capitais de estados vizinhos, como a capital do nosso próprio estado, estão com um grande número de pessoas infectadas. E o vírus, sabe-se, é altamente contagioso. Quanto mais pessoas circulando, mais grave é o perigo iminente da morte, que já está entre nós. Se vamos permitir a entrada de turistas, para que a barreira de vigilância na divisa? Ah, para medir a temperatura. O número de contaminados assintomáticos é maior do que os que apresentam sintomas. Não perde o sentido?

Ah, mas vai ter regras para os hotéis e pousadas. Só pode ser piada. Desde quando o brasileiro obedece regras? Brasileiro não cumpre nem leis, imagine normas que certamente não terá pessoal suficiente para fiscalizá-las. É surreal. É o pensamento de quem tem apenas um olhar. E esse olhar, suspeita-se, tem objetivos perigosos. Que tal direcionar um olhar humano para todos os entornos?

O município tem apenas três respiradores, e pretende-se comprar mais seis. Serão suficientes?  

Oremos.

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais