Escritores maragogienses criam o projeto literário Atrás das Janelas

O desafio do projeto é escrever crônicas diárias para a internet

Os escritores Charles e George Cooper, José Valdemar e Ânderson Peace (Montagem de foto: George Cooper).

O escritor José Valdemar, autor dos livros Vapor Barato e O Sexo de Judas, entre outros, lançou um desafio aos colegas das letras Charles Cooper, Ânderson Peace e George Cooper: escrever crônicas diárias para uma página criada na Internet. Convite aceito, denominaram o projeto de Atrás das Janelas, uma referência ao isolamento social devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus (Covid-19). A ideia é, após um período aproximado de três meses, reunir todos os textos e lançá-los em formato de livro impresso.
 
“É a primeira vez que participo de um projeto literário, onde eu vou poder demonstrar e mostrar a mim mesmo que poderei navegar em outros mares da literatura”, disse o mais jovem de todos, o poeta George Cooper, que lançou seu primeiro livro ano passado, Sonhos & Desejos. “De primeira, quando soube, curti a ideia de escrever crônicas com temas livres. Logo que estamos dentro de um tempo tenebroso, toda forma de arte, como a literatura, serve para salvar o artista ou o escritor do mundo real. Então, achei legal a iniciativa.”
 
Para outro jovem, o professor e escritor Ânderson Peace, autor do livro Francisco, Coração Valente, “a literatura é uma das mais belas formas de expressão humana e, quando recebi o convite, fiquei empolgado pela provocação artística. É um desafio escrever ao lado de grandes nomes da literatura alagoana. Será uma experiência pertinente para minha vida pessoal e profissional. Escrever crônicas é fotografar a realidade, é sentir o tempo e suas momentâneas metamorfoses, por isso é um desafio! E parafraseando o poeta Fernando Pessoa: ‘Escrevo o que sinto porque assim diminuo a febre de sentir.’” Ânderson foi o terceiro colocado no I Prêmio Dirceu Lindoso de Literatura.
 
O veterano poeta Charles Cooper achou a ideia de extrema importância, porque trará movimentação literária para a cidade. “Algumas pessoas se sabem escritoras, mas muitas vezes não trocam suas ideias, não trocam seus textos, não expõem, não publicam. Aceitei participar porque tudo que diz respeito à literatura, para mim, é uma paixão, não é nem um desafio; é uma relação de amor.”
 
O autor dos livros Artefatos [poemas de desordem, gaveta e confissão], Poemas Definitivos (-quase) e Azinhavre e Inox ainda observou que em Maragogi existem pessoas que escrevem, têm seus estilos, suas leituras, suas preocupações, mas, apesar de morarem na mesma cidade, estão tão perto e tão longe ao mesmo tempo. “Então é necessário que esse grupo surja. É um bom motivo para exercitar a boa literatura”, finalizou Charles Cooper.
 
A primeira crônica estará disponível já a partir dessa quarta-feira (8), na página do Instagram @atrasdasjanelas. A estreia fica por conta de Charles Cooper.

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais