10 coisas que você precisa saber antes de comprar uma casa em Maceió

Conquistar a casa própria é o sonho de muitas famílias, porém é necessário ter cautela antes de realizar a compra.



A aquisição de um imóvel é um processo caro e burocrático, mas ao mesmo tempo delicado, pois envolve a realização de um objetivo: grande parte dos brasileiros sonham em ter suas próprias casas e fazem dessa a sua principal meta de vida.
 
Sair do aluguel proporciona mais tranquilidade e segurança para as famílias, sobretudo em momentos de dificuldade financeira, como a atual crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus.
 
No entanto, antes de comprar sua casa em Maceió, é necessário atentar-se a itens que não se resumem apenas a renda, como também a organização e, sobretudo, planejamento. 
 
A fim de te auxiliar sobre essa questão, selecionamos 10 coisas que você precisa saber antes de comprar uma casa. Confira, abaixo!
 
  Entenda como funciona a compra

É fundamental conhecer e entender o funcionamento do processo de aquisição de um imóvel, pois, dessa forma, transtornos são evitados e há mais segurança no decorrer do andamento. 
 
Portanto, além de ter conhecimento dos trâmites da compra, também é preciso ter ciência de toda a burocracia à ela atrelada, bem como todos os documentos exigidos. 
 
No caso de uma residência usada, por exemplo, é necessário requerer a versão atualizada da matrícula da casa no cartório onde foi realizado o registro e, ainda, uma certidão negativa de tributos. 
 
Se o terreno a venda em Maceió a ser adquirido estiver em um condomínio fechado, também haverá a necessidade de chegar se existem multas ou débitos pontuais de mensalidade com o administrador do condomínio ou com o síndico, para que não haja nenhum tipo de problema após a entrega das chaves. 
 
A partir do momento em que as documentações, todo o processo aquisitivo e as exigências estiverem claras, o fechamento de um negócio vantajoso será bem mais simples.
 
  Estabeleça quais são as suas prioridades 

Quando se inicia a procura da casa ideal, é de suma importância que haja total consciência — da parte do comprador — dos desejos e, principalmente, das necessidades relacionadas ao futuro novo lar — desde as características do imóvel até a metragem. 
 
É indispensável ter todas essas questões muito bem fundamentadas antes de iniciar a procura, pois as exigências funcionam como um filtro e, através dele, encontrar a casa perfeita será mais fácil e também mais rápido. 
 
E, para definir todos os pontos, é bom reunir toda a família para que essas prioridades sejam decididas em conjunto, visto que a moradia deve atender as necessidades de todos que nela residem. Ademais, certamente será um momento familiar especial e marcante.
 
  Realize pesquisas

Com as prioridades estabelecidas, é chegada a hora de começar, oficialmente, a pesquisa pelo tão sonhado imóvel.
 
Utilizar sites e aplicativos de compra e venda de casas é uma boa maneira de iniciar a busca, mas, além disso, consultar imobiliárias na região pretendida também é uma excelente alternativa. 
 
Durante a procura, é importante ser bem específico e detalhar tudo o que você quer — e que seja imprescindível — na casa que está buscando, pois, assim, seu tempo não será desperdiçado com visitas à imóveis que não condizem com o que está sendo desejado.
 
  Se baseie no seu orçamento 

Ter um orçamento concreto e bem fundamentado é indispensável, visto que comprar uma casa se trata de uma grande aplicação financeira.
 
Logo, não se deixe levar por exuberâncias que certamente serão encontrados no meio desse processo: foque no que você precisa e que esteja de acordo com o que você possa pagar. 
 
Até porque, adquirir uma casa própria deve ser uma conquista alegre, que deixará toda a família feliz e a fará comemorar, e não uma escolha inconsequente que trará consequências prejudiciais a todos os membros que pertencem a ela.
 
  Projete mudanças futuras

Além de pensar nas suas necessidades atuais, também leve em consideração àquelas que poderão surgir no futuro.
 
Por exemplo, se você for casado e não tiver filhos, mas desejar ter no futuro, considere comprar uma casa com mais quartos e um quintal maior. Assim, quando a família aumentar, não será preciso se mudar. 
 
  Considere todos os custos envolvidos

Além do valor do imóvel em si, há uma série de custos que você precisará arcar ao comprá-lo, como taxas, juros (em caso de financiamento), certidões, IPTU e etc, que podem alcançar até 10% do preço total da casa — sem contar possíveis reformas e compras de móveis.
 
Portanto, para que o seu orçamento seja compatível com a sua realidade, é preciso incluir todas essas despesas no cálculo e, se possível, deixar uma reserva emergencial.
 
  Atente-se à localização

Ainda que haja a possibilidade de alugar a casa se você quiser se mudar um dia, a ideia de adquirir um imóvel próprio é ter um lugar seu no mundo. Então, escolha o local com sabedoria.
 
Além de levar em considerações questões básicas, como segurança, mobilidade e acessibilidade, pense também no potencial de desenvolvimento da região, pois, assim, no futuro, sua residência valerá muito mais do que você pagou.   
 
  Avalie os possíveis métodos de pagamento

Há diversos meios de comprar um imóvel, mas os métodos de pagamento mais conhecidos são à vista e financiado. 
 
O financiamento imobiliário traz consigo inúmeras possibilidades e suas condições variam de acordo com a instituição financeira credora.
 
Entretanto, de forma geral, é uma dívida que envolve uma grande quantidade de prestações a serem quitadas mensalmente e, dentro delas, há juros englobados. 
 
Dessa forma, se for possível fazer a compra à vista, você certamente pagará um valor menor e, ainda, estará livre de débitos. 
 
  Busque os incentivos que você tem direito

Verifique se você tem direito à programas habitacionais do Governo — como o Minha Casa Minha vida —, além de utilização do FGTS e redução de juros.
 
Esses incentivos certamente facilitam a compra e tornam os custos um pouco mais leves.
 
  Procure assistência especializada

Por fim, vale a pena ressaltar que, por mais que seja possível passar por esse processo sem auxílio de um profissional, é mais seguro ter uma pessoa ou empresa especializada para te ajudar com todo esse trâmite que — como foi dito no início — é bastante complexo.
 
Portanto, se possível, não hesite em contratar um corretor ou uma imobiliária de confiança para garantir que o seu sonho não se transforme em pesadelo, mas tenha sim uma conclusão feliz. 

 

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais