Crime passional: homem mata ex-companheira e atira na própria cabeça

Caso ocorreu na localidade Corre Água

Amara foi morta porque não quis a reconciliação (Fotos: cortesia).

Um homem identificado como Clesivaldo Saturnino, de pouco mais de trinta anos, matou, com arma de fogo, a ex-companheira Amara Maria, conhecida por “Preta”, e logo em seguida se matou, no fim da tarde deste domingo, 19. O caso ocorreu na localidade denominada como Corre Água, entre a cidade de Maragogi e a vila de Barra Grande, pertencente ao município, por vota das 17h00.

Segundo relatos de amigos do casal, o homem teria praticado o crime e cometido suicídio porque a mulher, com quem fora casado, não o queria mais de volta. Ainda de acordo com depoimentos de conhecidos, a mulher não aceitou mais reconciliar-se por causa das traições dele e por conta de agressões físicas sofridas durante o tempo em que moraram juntos.

“Eles ficavam indo e voltando (morando junto e separando), e dessa vez ela separou e não quis mais voltar”, narra uma pessoa que não quis se identificar. “Aí ele foi lá, perguntou se ela queria voltar pra ele, como ela lhe respondeu não, ele deu um tiro nela e depois atirou na própria cabeça.”

Clesivaldo já havia trabalhado de vigilante num hotel fazenda do município.

 O casal tinha uma filha.

Mais notícias

Comentários

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais