Jesus Cristo é usado novamente para justificar censura no Brasil

olsonaro suspende espetáculos e eventos dos circuitos culturais Caixa e Banco do Brasil; “em nome de “valores cristãos”


 

Em transmissão ao vivo do Palácio da Alvorada,  o presidente Jair Bolsonaro defendeu a volta da censura ao país , afirmando que não é censura, mas um conjunto de medidas para “preservar os valores cristãos”.

O governo federal mandou cancelar f estivais, seminários e espetáculos em unidades e projetos da Caixa e Banco do Brasil. Também já anunciou que pretende mexer na Fundação Nacional das Artes (Funarte) e na Agência Nacional de Cinema (Ancine).

Bolsonaro falou sobre o tema ao participar, ontem, por videoconferência, de um simpósio conservador realizado em Ribeirão Preto.  Segundo ele, “o Brasil mudou” e a censura que seu governo está reinaugurando no país, de maneira similar ao período da dita dura militar é, para ele, algo como uma “proteção” ao povo: “Isso não é censura, isso é preservar os valores cristãos, é tratar com respeito a nossa juventude, reconhecer a família”

Na sexta-feira, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, demitiu 19 funcionários da Funarte. Todos os funcionários dispensados são integrantes do Centro de Artes Cênicas (Ceacen) , dirigido por Roberto Alvim, que informou que irá recompor a equipe “com pessoas leais ao governo”.

Mais notícias

Comentários

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais