Militar da reserva e mais cinco são presos por falsificar documentos e dar calote de R$ 250 mil

Operação cumpriu mandados em Maceió e Marechal



Um policial militar da reserva e outras cinco pessoas foram presas nesta segunda-feira (4), acusados de participar de um esquema que envolvia compras de carro e cartões de crédito obtidos com documentos falsos em Maceió, São Miguel dos Campos e cidades do interior de Pernambuco.

A operação cumpriu 12 mandados em Maceió e Marechal Deodoro, no Litoral Sul de Alagoas, onde foram presos o PM Marcos Antônio de Souza, de 51 anos, o líder do grupo criminoso, Cícero Antonio Pontes, 54, Claudemi Oliveira Carvalho, 62, Maria Sandra da Silva Pontes, de 52 anos, José Zacarias Guimarães Junior e Rita Duarte de Araujo Santos, ambos de 44 anos.

De acordo com a polícia, os documentos falsos eram usados para obter crédito e realizar compras em Alagoas e Pernambuco, causando grande prejuízo para os comerciantes nos dois estados. "Calculamos um calote de mais de R$ 250 mil", explicou o delegado responsável pela investigação, Thiago Prado. 

A operação é resultado de quatro meses de investigação da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), sob o comando de Prado. Os mandados de busca, apreensão e prisão foram emitidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

TNH1 

Mais notícias

Comentários

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais