Sustentabilidade: o futuro da geração

O conceito de sustentabilidade começou a ser delineado a partir do conceito ecodesenvolvimento criado, em Estocolmo, na Suécia, na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em 1972.



Nos dias atuais, escutamos muito a palavra sustentabilidade, não é mesmo!? Parece até um mantra, mas na realidade, muitos não compreendem sua importância. Sustentabilidade vai além das questões ecológicas, sendo aplicada a qualquer tipo de recursos. É um conceito relacionado à conservação ou à manutenção de um cenário ao longo prazo, de modo a lidar bem com possíveis ameaças.

O conceito de sustentabilidade começou a ser delineado a partir do conceito ecodesenvolvimento, criado em Estocolmo, na Suécia, na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em 1972. Esta Conferência foi a primeira sobre o meio ambiente realizada pela ONU (Organização das Nações Unidas), e chamou a atenção internacional principalmente para as questões relacionadas à degradação ambiental e à poluição.

Após dez anos, a ONU criou a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CMMAD), que teve como presidente a ex-primeira ministra da Noruega, Gro Harlen Brundtland. Essa comissão produziu, em 1987, o relatório Nosso Futuro Comum ou Relatório de Brundtland. Nele, propôs uma agenda mundial para a mudança, no sentido de conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação do meio ambiente, dando origem ao conceito sustentabilidade associada à expressão desenvolvimento sustentável, que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras em satisfazer suas próprias necessidades. Apenas a partir desse conceito observou-se a importância da responsabilidade entre as gerações.

Mais tarde, em 1992, aconteceu a Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco-92 ou Rio-92), que aconteceu no Rio de Janeiro, onde foi consolidado a visão de que a sustentabilidade deve também incluir a questão social, promovendo e garantido a qualidade de vida das gerações atual e futura.

Os pilares da sustentabilidade são o meio ambiente, sociedade e a economia. Assim podemos dizer que a sustentabilidade está diretamente ligada a atividades e ações que visam suprir as necessidades dos seres humanos, por meio do desenvolvimento material e econômico, sem causar danos ao meio ambiente. Os recursos naturais são utilizados com consciência, garantindo que as gerações futuras os tenham sem que as atuais precisem abrir mão deles.

Existem vários tipos de sustentabilidade, a ambiental, social, econômica, empresarial, cultural, espacial, territorial e a política (nacional e internacional). Isso nos mostra como é difícil debater sobre o assunto sustentabilidade, afinal, existem diversos interesses conflitantes, além das particularidades territoriais.

Mas a sustentabilidade não é algo impossível, basta ser consciente, pensar na família, no próximo e em você mesmo. Basta fazer a sua parte para conseguirmos obter juntos um planeta melhor para nossa sobrevivência.
 
Roberta Carvalho
Bióloga
Esp. em gestão ambiental
Master in Business Administration - liderança, inovação e gestão.

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais