A pré-candidata Isabella Laranjeiras acena para o novo em Maragogi

Vice-prefeita rompeu com Sérgio Lira e seguem caminhos opostos

Isabella Laranjeiras com a mãe, a empresária Sônia Laranjeiras. (Fotos: arquivo pessoal)

A vice-prefeita de Maragogi, Isabella Laranjeiras (MDB), tem resistido ao “assédio” do prefeito Sérgio Lira (PP), com quem rompeu politicamente já há algum tempo. Pelo menos até o momento. No final do ano passado, o gestor lhe mandou uma farta cesta de Natal. Isabella recebeu educadamente, agradeceu, mas não mudou seu posicionamento em relação às divergências políticas entre ambos. Ainda visivelmente magoada, Isabella não vislumbra nenhuma aproximação nesse sentido.

Empresária, cursando a faculdade de Administração, Isabella, casada e mãe de três filhos, participou pela primeira vez de um pleito eleitoral em 2016, quando compôs chapa com o atual gestor de Maragogi. Na ocasião, era filiada ao PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) e, recentemente, migrou para o MDB (Movimento Democrático Brasileiro) do governador de Alagoas, Renan Filho.

Questionada sobre quais experiências tirou do seu primeiro mandato na política, ela se diz decepcionada. “Acreditei em pessoas que não fizeram por merecer a minha lealdade.  A maior lição que tirei é que o poder seduz as pessoas e as leva a repetir os mesmos erros de outros.”

Com a ousadia e a coragem de encarar uma majoritária, Isabella apresenta-se como uma das novidades para as eleições deste ano, colocando seu nome à disposição da população maragogiense para mudar a realidade da região. “Acredito em mudanças e tenho certeza que a população não quer o retrocesso. A velha política não agrega em nada o desenvolvimento do nosso município. A nova política não visa o toma-lá-dá-cá, perseguições e conchavos.”

Celebrando o baixo índice de rejeição, ao contrário da velha guarda da política, Isabella diz que é possível, sim, uma aliança com a oposição, se o objetivo for promover a verdadeira mudança no município. Unir a oposição parece ser um sonho do governador, com quem a vice-prefeita mantém uma relação estritamente partidária. No entanto, a vice adianta que o partido a deixou bem à vontade no tocante ao seu posicionamento político.

“Quero ser prefeita por acreditar que não precisamos buscar lá fora o que temos aqui de sobra, gente com competência o suficiente para exercer cargos de destaque. Acredito muito na força da juventude e que ela trará de fato o que Maragogi tanto necessita. Já está mais do que na hora de acabarmos com esse círculo vicioso que se instalou aqui há mais de duas décadas!”

Em seu discurso, Isabella garante falar de lealdade, transparência, honestidade e humildade. “Com lealdade, podemos seguir respeitando os princípios e regras que norteiam a administração, sendo leal aos compromissos assumidos. A humildade é a base de todo administrador; a prepotência, a arrogância e a soberba, não. E com transparência, podemos mostrar onde está sendo aplicado os recursos do município. Daí a importância de termos um Portal da Transparência atualizado, isso é ser honesto com a população.”

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais