Família de turistas morre afogada em praia de Maragogi

Os corpos amanheceram boiando nas águas do mar de Barra Grande e Maragogi

(Fotos: da capa: cortesia; do texto: Tárcio Galvão)

Na manhã desta segunda-feira (23), foram encontrados dois corpos nas praias de Maragogi. Primeiro, o corpo de uma criança, de aproximadamente dois anos de idade, foi trazido até a costa por um pescador numa jangada. Concomitante, encontraram o corpo de um homem bastante jovem na praia de Barra Grande, pertencente ao município de Maragogi.

Segundo informações, o casal de turistas, oriundo de São Paulo, juntamente com sua filha, estava desaparecido desde ontem, domingo (23). Como o corpo do homem foi encontrado boiando entre os corais, suspeita-se que o casal foi visitar o “Caminho de Moisés”, onde o mar se abre e se forma um extenso banco de areia. O corpo da mulher ainda não apareceu.

O “Caminho de Moisés” torna-se perigoso para os desaviados, pois, a partir do momento em que a maré começa a ficar alta, começa pela costa e “cerca a vítima”, prendendo-a no meio das águas. Quem não sabe nadar, morre afogado. Outra tragédia igual ocorreu recentemente, no mesmo local, também envolvendo turistas.

“A ‘croa’, ou banco de areia de Barra Grande, conhecida ultimamente como Caminho de Moisés, é uma abertura no meio do mar por cerca de três quilômetros, dependendo do nível da maré”, explica um morador da localidade. “Também, de acordo com o nível da maré, este fenômeno pode desaparecer rapidamente ou perdurar por mais ou menos uma hora.”

O perigo, segundo ele, é para quem não sabe nadar, inicialmente. Mas também para aqueles que não sabem dos horários e níveis da maré. “O mais perigoso disso tudo é que este caminho, quando a maré começa a subir, fecha primeiro na parte inicial do caminho e depois o restante. Do lado direito do banco de areia, sentido leste, existe um canal que, quando a maré começa a subir, as correntes marinhas se intensificam em direção a ele”, conta o nativo.  

A família estava hospedada numa pousada na cidade de Maragogi.

Mais Notícias

Coment?rios

Carregando

Assine nossa newsletter e
receba as principais notícias por e-mail

Siga o Maragogi News nas redes sociais